Finalistas do Prêmio Jabuti 2016 anunciados

jabuti

Os Finalistas da 58º edição do Prêmio Jabuti foram anunciados, e tem bastante coisa interessante na lista! Cada categoria recebe dez finalistas, e dia 11 de novembro serão anunciados os três primeiros lugares nas categorias; no final de 2016 serão anunciados os Livros do Ano nas categorias ficção e não-ficção. Como digo toda vez, não me interesso pelos vencedores, mas sim pelas nomeações; e dar uma olhada nas listas do Jabuti é um jeito ótimo de descobrir livros nacionais.

O Jabuti tem categorias para todo o tipo de livro – ou mídia relacionada a livros – que você possa imaginar, então com certeza tem alguma coisa aqui para todo mundo. A lista completa de finalistas para o Jabuti 2016 está aqui, mas focarei nas categorias Contos, Juvenil, Poesia, e Romance, que são meus interesses.

Lembrando que esse ano terá também o Prêmio do Leitor, onde leitores poderão votar para as categorias Contos, Poesia, e Romance. Então se você já leu algum desses livros e gostaria de vê-lo ganhar um Jabuti, vote aqui!

Mas agora, para os livros que mais me chamaram a atenção na lista de Finalistas Jabuti desse ano:

Contos e Crônicas

Amora, de Natalia Borges Polesso: O primeiro livro da lista do qual fiquei sabendo, Amora é uma coleção de contos que explora o amor romântico entre mulheres. Sinceramente, não preciso mais do que isso para despertar meu interesse; mas para os mais difíceis, no link há uma pequena amostra da escrita de Natalia.

Avesso Sentido, de Maria Teresa H. Fornaciari: Essa coleção de contos promete uma leitura sinestética, com contos focados em histórias profundas usando os cinco sentidos como metáforas. E além disso, olhe a capa incrível desse livro!

O que não existe mais, de Krishna Monteiro: A sinopse promete uma coleção sobre memória, desajuste, solidão, e renascimento. Os pequenos resumos das histórias também parecem muito interessantes, principalmente “o de um gato, narrando os últimos momentos de sua dona, sem compreendê-los”.

Juvenil

As Vidas e Mortes de Frankenstein, de Jeanette Rozsas: Esse livro continua um dos temas do livro de Frankenstein: é possível vencer a morte, e a que ponto a ciência pode chegar? Para isso, mistura personagens reais e fictícios, em diferentes épocas, em caminhos distintos: uma jovem pesquisadora brasileira trabalhando na Alemanha, três importantes escritores ingleses do século XIX e um famoso alquimista do século XVII e seu ingênuo discípulo.

Castelo de Areia, de Menalton Braff: A sinopse não fala muita coisa sobre o livro, mas pelo pouco que diz, já chamou minha atenção: é sobre as dificuldades de crescer, e da época da adolescência, principalmente quando entre as diversas revelações dessa época, está a revelação sobre sua sexualidade.

Iluminuras, de Rosana Rios: Mais um livro sobre ligações entre personagens de diferentes épocas: dois alunos do século 21, um frei do século 18, e um ex-escravo que se refugiou em um quilombo. Todos serão ligados após uma escavação encontrar dez iluminuras.

Um Menino Chamado Vlado, de Marcia Camargos: O livro conta a história de Felipe, um garoto que precisa fazer um trabalho sobre a ditadura, e por sua vez a história que o pai o conta: a história de Vladimir Herzog, de quem a morta marcou o começo do fim da ditadura.

Poesia

Antologia da Poesia Erótica Brasileira, organizado por Eliane Robert Moraes: O conteúdo dessa antologia já é feito óbvio em seu título: é uma compilação de poemas eróticos escritos por diversos poetas brasileiros consagrados, de Hilda Hilst a Carlos Drummond de Andrade.

Pig Brother, de Ademir Assunção: Esse livro parece ser perfeito para leitores que querem começar a ler poesias mas não sabem por onde começar; Ademir Assunção escreve poemas poderosos, se utilizando de uma linguagem crua e perto da nossa. No link há amostras dos poemas, caso estejam interessados.

Treme Ainda, de Fabio Weintraub: Acho que dessa vez, a sinopse oficial fala melhor do que eu: “Em versos de um expressionismo frio e medido, o poeta põe em cena todo um arsenal de máscaras e vozes de figuras relegadas às margens da sociedade brasileira para colher aí, no limite, a corrente dilacerada e pulsante da subjetividade contemporânea.”

Romance

Mulheres que Mordem, de Beatriz Leal: Só o título já me deixou morrendo de vontade de ler esse livro, admito. E a sinopse só melhora: “Quatro mulheres, quatro mordidas. Uma neta adotada, uma mãe torturada, uma mãe adotiva e uma avó exaurida pela busca. Quatro pontos de vista entrelaçados em uma narrativa intensa e delicada, que joga luz sobre passagens sombrias da história recente latino-americana.”

Rebentar, Rafael Gallo: Um dos únicos livros indicados que não tratam de fugitivos de ditaduras (sejam elas latinas ou europeias), Rebentar conta a história de uma mãe que teve seu filho desaparecido aos 5 anos, e o procurou durante anos… até que, 30 anos depois, decide desistir e recomeçar sua vida. “Além da própria dor e culpa, Ângela precisa enfrentar o julgamento de todos aqueles que de alguma forma estavam envolvidos com sua história.”

Ainda Estou Aqui, de Marcelo Rubens Paiva: Esse é um livro de reconstrução de uma vida, e reconstrução de um mistério. Marcelo Rubens Paiva reconta a história de sua mãe, que agora está lutando contra o Alzheimer; mas que em 1971 teve que cuidar dos filhos sozinha após seu marido, o deputado Rubens Paiva, foi preso, torturado, e morto por agentes da ditadura. Ainda Estou Aqui não só conta a vida incrível de Eunice após essa tragédia – “Em meio à dor, ela se reinventou. Voltou a estudar, tornou-se advogada, defensora dos direitos indígenas. Nunca chorou na frente das câmeras.” -, mas também tenta entender o que aconteceu com Rubens Paiva.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s